Artigos

Marcelo Santagada de Aguiar

Publicado em 17/07/20

Coabitação em tempos de quarentena e o contrato de namoro.

namoro jpg.jpg

Estamos vivendo tempos estranhos, tempos inéditos em razão de todo o sacrifício humano, social e econômico que a pandemia vem impondo a todos nós.

Nesse contexto, impuseram-se necessárias adaptações, mudanças de hábitos e também alterações nas relações interpessoais.

Muitas pessoas, muitos casais de namorados, passaram a coabitar continuamente para evitar o isolamento e a forçada separação, sem, entretanto, pretender constituir uma relação de união estável, uma família, enfim, um compromisso mais sério.

Ocorre que dessa coabitação “forçada” pelas circunstâncias poderão advir confusões acerca dessas condições, se namoro ou união estável, e daí ressurge a utilidade do chamado contrato de namoro.

Tal contrato pode ser útil para os casais que coabitam em razão da quarentena, dando clareza sobre qual é o seu tipo de relacionamento e, evidentemente, seus efeitos legais e patrimoniais, trazendo segurança para ambos.

A grande distinção entre o namoro e a união estável será a ausência, neste momento, da intenção de constituir família, ou seja, a inexistência desse elemento subjetivo nas intenções do casal.

O contrato de namoro, que deve ser confeccionado por profissional preferencialmente atuante no ramo do direito de família, deverá ser redigido indicando claramente o momento vivido pelo casal, dando a devida solução para questões financeiras e patrimoniais, servindo de prova para o caso de vir a ser necessária a comprovação de tal mero namoro.

Por fim, sempre importante frisar que, como diz a lei, o contrato deve ser guiado pela boa-fé, sem objetivos escusos e sempre com a intenção de esclarecer o momento singular que impôs ao casal a coabitação, a fim de que possa alcançar o objetivo a que se propõe caso seja necessário lançar mão do documento em eventual litígio.

Boletim informativo

Cadastre-se e receba por e-mail avisos, artigos e notícias do escritório Bencke & Sirangelo.
Feed de notícias
RSS
Bencke & Sirangelo Advocacia e Consultoria (OABRS 2.380)
contato@benckesirangelo.com.br - facebook.com/benckesirangelo
PORTO ALEGRE
Avenida Borges de Medeiros, 2233, conj. 1202
Bairro Praia de Belas - CEP 90110-910
Fone/Fax: (51) 3072.3303 - IMPORTANTE: Durante o período de restrição em razão da Covid-19, favor entrar em contato pelo celular (55) 99932.3303.                                                                    

> Mapa de localização
© Copyright 2020 Bencke & Sirangelo Advocacia e Consultoria    |    Desenvolvido por Desize